Temas em Educação discute interesses por trás do projeto Escola sem Partido

Está no ar o segundo programa da série Temas em Educação, que nesta edição aborda a chamada Escola sem Partido ou Escola sem Ideologia, explicando as origens desse movimento no Brasil e no mundo, os interesses político-ideológicos envolvidos na proposição dos projetos de lei que buscam regulamentar o assunto, e as medidas que podem ser tomadas pelos educadores que se sentirem prejudicados, dentre outros aspectos relacionados ao tema.

Para assistir ao programa completo, clique aqui.

As professores do Departamento de Educação da Ufes, Janete Magalhães e Gilda Cardoso, especialistas em Currículo e Políticas Educacionais, foram as convidadas para dialogar sobre esse movimento que visa a reformulação da política educacional brasileira. Para o professor Edgard Rebouças, provocador do debate, “são propostas que limitam a liberdade de expressão e cerceiam o papel social da escola”.

Segundo a professora Janet Magalhães, a aprovação desses projetos, apresentados em todos os níveis de governo, coloca os educadores em uma situação difícil, impedindo-os de abordar, por exemplo,  temas políticos, ou  relacionados à sexualidade. “Esse movimento resultará numa série de perseguições e em denúncias contra os educadores”, afirma a professora.

Um dos pontos enfatizados pelas convidadas foi a impossibilidade de existir uma escola sem partido, já que a proposta atende aos interesses de determinados segmentos políticos. “Se nós olharmos o perfil dos proponentes, nós vamos observar que eles representam partidos que não são de esquerda, que defendem a pena de morte, que não defendem os direitos humanos”, explicou a professora Gilda Cardoso.

O Programa

O programa Temas em Educação é um projeto de extensão que convida especialistas para dialogarem sobre assuntos importantes relacionados às políticas públicas educacionais do Brasil, tendo como provocador do debate o professor Edgard Rebouças, do Departamento de Comunicação.

O projeto é uma colaboração entre a Comissão Permanente de Avaliação de Políticas de Educação (Copappe) do Centro de Educação, o Departamento de Comunicação Social, o Laboratório de Aprendizagem da Ufes (Laufes) e a Superintendência de Cultura e Comunicação da Ufes (Supecc).

 

Texto: Nábila Corrêa
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
60 anos da Ufes
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Reestruturação e Expansão das Universidades Federais
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.