Turma de Empreendedorismo: estudantes apresentam projetos desenvolvidos no semestre

O campus de Goiabeiras sedia nesta quarta-feira, 3, o segundo Demoday, evento que marca o encerramento da disciplina de Empreendedorismo. A partir das 18 horas, o auditório Manoel Vereza, no Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), recebe os estudantes para a apresentação dos projetos desenvolvidos durante o semestre. O evento, com previsão de término às 21 horas, tem entrada gratuita e é aberto a todos os públicos. Os interessados em conhecer os projetos que os alunos apresentarão no Demoday podem se inscrever no site sympla.com.br/demoday-disciplina-de-empreendedorismo__561826 para participar do evento. As vagas são limitadas.

O primeiro Demoday marcou o encerramento da turma de 2018, que já contava com a parceria dos empresários do ecossistema capixaba de inovação, mas era aberto apenas aos estudantes do Centro Tecnológico. O evento do dia 3 é o primeiro a ser realizado após a disciplina de Empreendedorismo ser aberta a todos os alunos da Ufes, independente do curso.

Neste evento, 11 grupos farão breves apresentações sobre o produto ou projeto para uma banca avaliadora composta por sete jurados. Cada grupo vai falar sobre a ideia do negócio, o processo de validação do problema, a elaboração do MVP – Minimum Viable Product (produto mínimo viável) e os resultados alcançados durante a disciplina, que foi ministrada por empreendedores e empresários capixabas sob coordenação da professora do Departamento de Engenharia de Produção da Ufes Miriam de Magdala. “As premiações são excelentes e incluem U$ 10 mil em créditos no serviço em nuvem da Amazon e horas de consultoria nas áreas jurídica e de vendas”, conta a professora.

Projetos

O estudante do curso de Engenharia Ambiental Gabriel Gonçalves é um dos que se prepara para o Demoday. Ele se juntou a Giovanni Medici, Diego Santos, Wendel Silva (Engenharia Mecânica) e Marina Boncompagne e Souza (Gemologia) e criou a startup Minha Energia, cuja meta é solucionar as faltas de informação e controle dos gastos em energia pela população e pelas empresas. “Queremos que nossos clientes possam acompanhar diariamente, por celular ou computador, seus gastos energéticos, permitindo que as pessoas tenham mais atenção com suas despesas e também adquiram hábitos mais sustentáveis de consumo energético”, explica Gonçalves.

Para ele, a disciplina de Empreendedorismo se mostrou uma oportunidade de aprender e aplicar os conhecimentos adquiridos: “Muitas vezes nós temos um projeto em mente, mas não sabemos como desenvolvê-lo. As aulas nos auxiliaram fortemente nesse aspecto”.

Outro grupo que apresentará seu projeto no Demoday é formado por Davi Vargas, Matheus Coradini e Bernardo Pretti (Engenharia Mecânica); Antuany Reis (Farmácia); Gustavo Brandão (Direito), Luana Sibien, Luciana Surgino e Maria Clara Machado (Design). Eles são os responsáveis pela startup Me Carrega, que promete resolver o problema de falta de bateria nos dispositivos móveis no cotidiano das pessoas, por meio de compartilhamento de carregadores portáteis espalhados em totens automatizados pela cidade.

Vargas acredita que aprender sobre empreendedorismo não é importante somente para quem é jovem e estudante, mas para todos aqueles que “querem sentir como é tirar uma ideia do papel”. Para ele, a disciplina significou grande aprendizado teórico e prático. “Tudo o que aprendemos nas aulas foi crucial para nosso sucesso. Já tive tentativas de desenvolver projetos parecidos com o Me Carrega e foi uma experiência confusa, pois eu não sabia executar de maneira certeira para chegar onde eu queria”, analisa.

Ferramentas

O estudante de Arquitetura e Urbanismo, Paulo Henrique Calenzani, também vai levar seu projeto para avaliação dos jurados no Demoday. Ele e seus colegas Ademir Motta e Tatiana Dagico (também da Arquitetura), Evandro Sant'ana (Administração) e Edno Rodrigues (Física) criaram a startup MacGyvers, cuja ideia é possibilitar às pessoas que aluguem ferramentas e equipamentos ao invés de comprá-las. “Muitas vezes, você precisa serrar um pedaço de madeira em casa ou parafusar uma estante, mas não tem o material necessário. Para não ter que adquirir um produto que depois você quase nunca vai usar, nós possibilitamos que se alugue a ferramenta desejada pelo tempo que precisar”, explica Calenzani.

A startup Mcgyvers já está em funcionamento, realizando negócios via Instagram e Facebook (@sejaummacgyver). “Quem possui ferramenta ou equipamento parado em casa também pode entrar em contato conosco. É ter um bom jeito de fazer dinheiro”, informa o empreendedor.

Calenzani diz que, com a disciplina, a questão da inovação passou a ser algo mais próximo da realidade dos alunos: “Há um ecossistema capixaba de startups emergindo e fico muito feliz por ter contato com essas pessoas. Vejo a disciplina como uma oportunidade única que nós, alunos, temos aqui na Ufes. Recomento fortemente!”

A professora Miriam destacou que a disciplina possibilitou a formação de grupos de diversos cursos e centros, além de apresentar conhecimentos atualizados. “Houve a abertura dos empresários, que mostraram a realidade de suas empresas, contaram suas histórias pessoais e falaram sobre o fortalecimento do ecossistema de startups. A abertura da Ufes para a comunidade externa se deu de forma muito próxima”, conclui.

A disciplina de Empreendedorismo faz parte do projeto Empreendedorismo na Ufes (empreendedorismo.ufes.br). Segundo a professora Miriam, está prevista a  abertura de uma nova turma no próximo semestre. Os alunos interessados em se matricular devem optar pela disciplina durante a etapa de ajuste de matrícula, que ocorrerá entre os dias 26 e 30 de agosto.

 

Texto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.